segunda-feira, 30 de maio de 2016

Seja bem-vindo(a) ao Supremacia Concursos

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Concurso TCE/MT em vista: aquecendo os motores

Bom dia, turma!
Tudo sossegado? 
Trago hoje duas pequenas dicas de estudo que poderão incrementar o vosso rendimento nesta fase que antecede o lançamento do edital do concurso do TCE MT.

 1) Procure, dentro do possível, estabelecer local e horário fixos de estudos. Isso cria para o cérebro, vamos assim dizer, certa "dependência" em relação à atividade cognitiva, durante aquele período do dia/noite em que você estuda, amenizando, assim, o esforço do concursando para se habituar à nova disciplina de estudos.

2) Reserve, dentro do possível, durante seu ciclo de estudos (normalmente, os ciclos são semanais), um turno ou dia para atividades de entretenimento (atividades leves, hem pessoal), pois o nosso cérebro funciona mediante sistema de recompensas. Sem a recompensa pelo esforço dos estudos durante a semana, seu cérebro vai começar a sonegar trabalho, tal como um trabalhador que só labora, sem receber um dia sequer de folga do patrão. Em outras palavras, é prevenir a estafa desde logo!

Bom pessoal, fico por aqui!
Bons estudos e até a próxima!
Vitor Pinho - Professor


sábado, 13 de fevereiro de 2016

Embargo x Interdição - Legislação Trabalhista

Olá queridos companheiros (as)!
 Espero que o atual cenário nebuloso e incerto de concursos não tenha lhe desmotivado a ponto de parar totalmente a busca do tão sonhado cargo público. Você deve manter uma rotina mínima de estudos por mais difícil que seja, ok?!
Meu curso de Legislação Trabalhista aqui no Supremacia Concursos está saindo do forno e visa a um estudo paciente e moderado sem atropelos.
Hoje vim dar uma pequena palhinha (em homenagem ao meu amigo Carlos Palhinha) a respeito das principais diferenças entre Embargo e Interdição, assunto previsto na Norma Regulamentadora nº 03 e que reiteradamente é cobrado em diversos concursos da Área Trabalhista.
O mundo inteiro sabe que recentemente tivemos uma das maiores festas do nosso Brasil, senão a maior: CARNAVAL. Muitas pessoas gostam de dar aquela ostentada nos camarotes, não é verdade? Pois bem, nos preparativos dos camarotes em Salvador foram demandados muitos trabalhadores para a construção e montagem das estruturas, e isso motivou várias ações fiscais do Ministério do Trabalho para verificar as condições de trabalho desses trabalhadores. Em uma das fiscalizações empreendidas pelos Auditores-Fiscais do Trabalho (três) camarotes foram EMBARGADOS. Veja como isso foi noticiado pelo G1:
Três camarotes do circuito de carnaval em Salvador foram embargados pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Bahia (SRTE-BA) por conta das condições de trabalho que foram encontradas durante a fiscalização. A operação fiscal da SRTE-BA começou na semana passada e vai até o desmonte das estruturas, depois da festa momesca.
Segundo o órgão, as empresas responsáveis pelos camarotes devem readequar as condições de trabalho para que ocorra o desembargo e a construções sejam retomadas. Irregularidades como falta de registro dos trabalhadores, ausência de equipamentos de proteção coletiva e individual foram flagradas nas obras. Ainda foram encontrados pelos fiscais da superintendência trabalhadores não treinados para realização das atividades em altura e não submetidos a exames médicos.” http://g1.globo.com/bahia/carnaval/2016/noticia/2016/01/tres-camarotes-em-salvador-sao-embargados-por-fiscais-do-trabalho.html).
Recentemente o G1 também noticiou a INTERDIÇÃO pelo Ministério do Trabalho e Emprego do serviço de coleta de lixo em Itapeva/SP, devido às inadequadas condições de trabalho. Vejamos um trecho da notícia:
O Ministério Público do Trabalho e Emprego (MTE) impediu a coleta de lixo em Itapeva (SP), nesta quarta-feira (20), alegando que a prefeitura não oferece aos coletores equipamentos básicos de saúde e acompanhamento médico. A interdição do serviço vale por tempo indeterminado até que o governo municipal adeque as condições dos funcionários, afirma o auditor-fiscal do trabalho responsável pela paralisação, Paulo Roberto Warlet da Silva.
(...)
Contudo, segundo o auditor-fiscal, além da falta de equipamento, os coletores não têm acompanhamento médico regular obrigatório para este tipo de função. “Ao colher o material eles podem se ferir com objetos cortantes que podem conter bactérias, vírus, hepatite, Aids, enfim, esses coletores não têm feito exames médicos ocupacionais obrigatórios já há cinco, dez anos”, alega.” (http://g1.globo.com/sao-paulo/itapetininga-regiao/noticia/2016/01/mte-cancela-coleta-de-lixo-em-itapeva-por-falta-de-luvas-e-botas-coletores.html).
 Antes de adentrarmos nas discussões sobre EMBARGO e INTERDIÇÃO, perceba a nobre missão desempenhada pelos Auditores-Fiscais do Trabalho. É, deveras, uma atividade gratificante! Esses nobres guerreiros brigam por melhores condições de trabalho a fim de minimizar a exploração desmedida de vários empresários que buscam lucros a qualquer custo. Claro, não generalizemos!!!
Agora sim meus amigos, tanto o Embargo quanto à Interdição são medidas de urgência, adotadas em última instância e referem-se à paralisação de alguma atividade laboral em curso que esteja expondo em risco grave e iminente  à integridade física dos trabalhadores. A regra é clara, veja com seus próprios olhos a letra da NR nº 03:
3.1 Embargo e interdição são medidas de urgência, adotadas a partir da constatação de situação de trabalho que caracterize risco grave e iminente ao trabalhador.
 3.1.1 Considera-se grave e iminente risco toda condição ou situação de trabalho que possa causar acidente ou doença relacionada ao trabalho com lesão grave à integridade física do trabalhador.
 Em ambas as notícias os Auditores-fiscais entenderam que havia risco grave e iminente à integridade física dos trabalhadores. Note que para paralisar a construção, montagem e instalação dos camarotes só poderia ser utilizado o EMBARGO e para paralisar o serviço de coleta de lixo só caberia mesmo a INTERDIÇÃO. Percebeu? Não? Qual a diferença entre esses institutos?
Vamos nos apoiar no texto da Norma para esclarecer a diferença:
 3.2 A interdição implica a paralisação total ou parcial do estabelecimento, setor de serviço, máquina ou equipamento.
 3.3 O embargo implica a paralisação total ou parcial da obra.
 Se surpreendeu com a simplicidade dos conceitos?! Mas é isso mesmo, os conceitos são bem simples.
O Embargo deve ocorrer na situação que expõe os trabalhadores a grave e iminente risco quando a atividade laboral estiver acontecendo em obras. A NR nº 03 ampliou o conceito de obra para abarcar não só construções de engenharia propriamente ditas, mas também montagem, instalação, manutenção ou reforma:
 3.3.1 Considera-se obra todo e qualquer serviço de engenharia de construção, montagem, instalação, manutenção ou reforma.
 Dessa forma, para as atividades inadequadas de construção, montagem e instalação dos camarotes só caberia mesmo o EMBARGO!!
Já a interdição se aplica quando a situação de grave e iminente risco ocorrer em estabelecimento, setor de serviço, máquina ou equipamento. Foi a situação apresentada na notícia do serviço de coleta de lixo em Itapeva/SP, onde os trabalhadores encontravam-se totalmente expostos a riscos de acidentes e doenças laborais. Observe na matéria que a equipe do G1 inventou um órgão novo: “Ministério Público do Trabalho e Emprego (MTE)”. Deus até uma dor de barriga aqui, rs.
Você ainda pode estar pensando: “Ahn, blz, os fiscais paralisaram a obra e o serviço, porém aqueles trabalhadores precisavam tanto daquele salário”. Com o serviço paralisado, não vão receber o salário? NEGATIVO, durante a paralisação eles devem receber o salário como se estivessem em efetivo exercício! A regra mais uma vez é clara:
3.5 Durante a paralisação decorrente da imposição de interdição ou embargo, os empregados devem receber os salários como se estivessem em efetivo exercício.
 Maravilha, uma vez esclarecida a diferença entre Embargo e Interdição, vejamos como o tema já foi cobrado em provas.
 
 (FGR_TECNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO_PM_CONGONHAS_2012 ADAPTADA) De acordo com a Norma Regulamentadora NR-3 - Embargo ou Interdição, julgue os itens:
 (I) Interdição importa na paralisação total da obra, setor de serviço, máquina ou equipamento.
 (II) Toda condição ambiental de trabalho que possa causar acidente do trabalho, com lesão grave à integridade física do trabalhador, é considerada de grave a iminente risco.
 
 GABARITO: E, C
 O item I está ERRADO. Pessoal, pode usar a Interdição para paralisar obra? Claro que não! Para paralisar obra o instrumento adequado a ser utilizado é o EMBARGO. A Interdição somente deve ser utilizada para a paralisação total ou parcial do estabelecimento, setor de serviço, máquina ou equipamento. Quer ver novamente? Aí vai:
 
3.2 A interdição implica a paralisação total ou parcial do estabelecimento, setor de serviço, máquina ou equipamento.
 3.3 O embargo implica a paralisação total ou parcial da obra.

(CESPE_AFT/MTE_2013) Diante da constatação de situação de trabalho que caracterize risco grave e iminente ao trabalhador, poderão ser adotadas as medidas de urgência denominadas embargo e interdição. A interdição implica a paralisação total ou parcial do estabelecimento, setor de serviço, máquina ou equipamento.
 
O item está CERTO. Esse item tratou de cobrança simples dos conceitos de embargo e interdição. Um item simples para um concurso Top! O bizu é ler e reler as Normas de trás pra frente, de frente pra trás, na diagonal, na diagonal invertida, etc!!
 
 (CESPE_CÂMARA DOS DEPUTADOS_ENGENHEIRO DE SEGURANÇA DO TRABALHO_2012) Durante fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego na obra de um novo departamento nas dependências de determinada empresa, constataram-se irregularidades no uso dos equipamentos de proteção individual (EPIs) e nas instalações de equipamentos e máquinas, que se encontravam em iminente risco de acidentes. A partir dessa situado hipotética, julgue o item a seguir.
 29. No caso de haver paralisação decorrente da imposição de interdição ou embargo, os empregados da empresa deverão receber seus salários integralmente.
 
O item está CERTO. O empregador assume o risco da atividade empresarial não podendo jamais repassar esse ônus ao trabalhador. Dessa forma, a culpa pela paralisação decorrente das condições inadequadas de trabalho que levaram ao Embargo ou à Interdição não deve ser transferida para o trabalhador. Assim, durante a paralisação vão receber o salário na integralidade como se estivessem em exercício:
 
3.5 Durante a paralisação decorrente da imposição de interdição ou embargo, os empregados devem receber os salários como se estivessem em efetivo exercício.
 
 Pessoal, por hoje é só. Acredito que com essa palhinha que dei hoje você tenha entendido perfeitamente a diferença entre EMBARGO e INTERDIÇÃO. No decorrer do nosso curso de Legislação Trabalhista teremos a oportunidade de destrinchar ainda mais o assunto!
 
 Fiquem com Deus!
Até mais!
Prof. Kleber Peteá
kleberpetea@supremaciaconcursos.com.br


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA

O curso de Legislação Trabalhista é realizado pelo Auditor-Fiscal do Trabalho e Professor Kleber Peteá, e é direcionado para os concursos que exigem esta matéria na forma de Normas Regulamentadoras.

Este curso será realizado na forma de questões – Bateria Insana de Questões (BIQ), com comentários exclusivos e diferenciados, abrangendo tudo que você precisa para gabaritar essa disciplina em qualquer concurso que seja.

Ao final do curso você será carimbado com o título de Supremata (Super Aluno do Supremacia) em Legislação Trabalhista.

O curso é voltado não só para os candidatos iniciantes, mas também para aqueles que estejam em nível avançado na disciplina. De qualquer forma não basta ser iniciante ou avançado, é preciso antes de tudo ser inteligente!! Assim, o curso é voltado para o candidato inteligente, ou seja, aquele que tem consciência da necessidade de se preparar com antecedência e não esperar o edital.

A Legislação Trabalhista abrange 36 NRs ao todo. Temos, então, um conteúdo bastante extenso. Se você aguardar para estudar as NRs após o lançamento do seu edital, certamente você estará fadado ao insucesso!!
É claro que não podemos perder tempo, pois o que está em jogo é um ótimo salário e a tão sonhada estabilidade profissional, sem contar os inúmero benefícios diretos e indiretos da carreira pública!

Dito isso e, sem mais delongas, acesse imediatamente a Aula Demonstrativa – Aula 00 e bons estudos!!

Para acessar a AULA 0, clique aqui

Para saber mais sobre os professores, clique aqui

CORREÇÃO DISCURSIVA TRF 3

O Curso de Discursiva TRF 3 é realizado pelo Prof. Patrik Loz, e é direcionado para o concurso do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (SP e MS).

Será demonstrado no curso o quanto pode ser fácil produzir uma boa discursiva.

O nosso curso constará de um curso temático com correções individuais. Digo temático, pois iremos ensinar a como construir uma discursiva por meio de questões de provas passadas ou temas inéditos (conforme assuntos específicos do edital) elaborando padrões de resposta. Mas não apenas elaborando os padrões de resposta, e sim explicando parágrafo a parágrafo como construir uma discursiva. Isso facilita o aprendizado, pois o aluno além de aprender a fazer a discursiva ainda tem disponível o modelo de resposta e o estudo do conteúdo.

Por fim, iremos corrigir 04 discursivas de cada aluno. Na nossa correção, também faremos as considerações necessárias ponto a ponto, e não apenas observações gerais.

Para saber mais, acesse a AULA DEMONSTRATIVA clicando aqui

Cronograma de aulas:

Aula 01 - 01/03/2016
Aula 02 - 04/04/2016

LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA TJ MT

O BIQ trará da legislação específica do seu concurso, o TJ-MT, em forma de questões, de maneira esquematizada, para que você GABARITE a prova, ou minimize ao máximo a perda de pontos na matéria de legislação específica!

O que é o Projeto Supremacia Legal - BIQ?
O BIQ – Bateria Insana de Questões, será uma referência no país, tratando das diversas legislações dos Tribunais de Contas, Controladorias, Fiscos, Tribunais de Justiça, entre outros. É um grande desafio que será vencido.
Além de ter um curso inteiro voltado para questões, o que otimiza o máximo seu desempenho, serão utilizados recursos personalizados, tais como envio de questões e dicas por email, pela plataforma EAD do Supremacia, e também pelo , enfim tudo isto para que o aluno não se sinta abandonado.  Os alunos receberão ao menos uma questão por dia até o dia da prova (além de vídeos e mensagens motivacionais e sobre a matéria).
Será um grande diferencial – resolver mais de 100 ou 200 questões e, ainda, dar aquela espiadinha que ninguém resiste no WhatsApp, lord das redes sociais.
Obs.: O aluno que não possuir WhatsApp receberá por outro meio estas dicas (email/plataforma EAD)
Logo, até o dia da prova, desde a compra, você estará recebendo questões sobre a Legislação Específica diariamente, além de observações e comentários sobre as respostas.
O aluno é adicionado em até 12h após a compra e já começa seus estudos. Lembre-se que o serviço de questões pelo whatsapp é meramente acessório e que você deverá ler as aulas para gabaritar as questões da matéria de legislação específica.
Quem são os professores?
Os professores são Thiago Rösler e Vitor Pinho, ambos auditores do Tribunal de Contas do Mato Grosso.
Thiago Rösler possui a experiência da aprovação em diversos concursos, todos com grau altíssimo na legislação específica (ISS-Porto Alegre, ICMS-RS, ICMS-PR e TCE-MT).
Vitor Pinho, por usa vez, foi um dos primeiros lugares em um dos concursos mais concorridos – Auditor do TCU! Também tem outras aprovações como Técnico do TCU e Analista de Controle Externo do TCE-CE. Um grande know-how na legislação do controle externo!

Cronograma do Curso:

Vocês não podem perder tempo! E estamos aqui para isso, para direcionar suas atenções para o que de fato cairá em prova!
Dito isso e, sem mais delongas, o nosso cronograma de disponibilização das aulas é o que se apresenta:

Para acessar a AULA 0, clique aqui

Aula
Tema
Data
0
Regimento Interno – Parte I
Disponível
1
Regimento Interno – Parte II
09/02/16
2
Regimento Interno – Parte III
16/02/16
3
Código de Organização Judiciária (COJE) – Parte I
23/02/16
4
Código de Organização Judiciária (COJE) – Parte II
01/03/16
5
Simulado
05/03/16

Para saber mais sobre os professores, clique aqui

LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA ISS CUIABÁ

O BIQ trará da legislação específica do seu concurso, o ISS Cuiabá, em forma de questões, de maneira esquematizada, para que você GABARITE a prova, ou minimize ao máximo a perda de pontos na matéria de legislação específica!

O que é o Projeto Supremacia Legal - BIQ?
O BIQ – Bateria Insana de Questões, será uma referência no país, tratando das diversas legislações dos Tribunais de Contas, Controladorias, Fiscos, Tribunais de Justiça, entre outros. É um grande desafio que será vencido.
Além de ter um curso inteiro voltado para questões, o que otimiza o máximo seu desempenho, serão utilizados recursos personalizados, tais como envio de questões e dicas por email, pela plataforma EAD do Supremacia, e também pelo , enfim tudo isto para que o aluno não se sinta abandonado.  Os alunos receberão ao menos uma questão por dia até o dia da prova (além de vídeos e mensagens motivacionais e sobre a matéria).
Será um grande diferencial – resolver mais de 100 ou 200 questões e, ainda, dar aquela espiadinha que ninguém resiste no WhatsApp, lord das redes sociais.
Obs.: O aluno que não possuir WhatsApp receberá por outro meio estas dicas (email/plataforma EAD)
Logo, até o dia da prova, desde a compra, você estará recebendo questões sobre a Legislação Específica diariamente, além de observações e comentários sobre as respostas.
O aluno é adicionado em até 12h após a compra e já começa seus estudos. Lembre-se que o serviço de questões pelo whatsapp é meramente acessório e que você deverá ler as aulas para gabaritar as questões da matéria de legislação específica.
Quem são os professores?
Os professores são Thiago Rösler e Vitor Pinho, ambos auditores do Tribunal de Contas do Mato Grosso.
Thiago Rösler possui a experiência da aprovação em diversos concursos, todos com grau altíssimo na legislação específica (ISS-Porto Alegre, ICMS-RS, ICMS-PR e TCE-MT).
Vitor Pinho, por usa vez, foi um dos primeiros lugares em um dos concursos mais concorridos – Auditor do TCU! Também tem outras aprovações como Técnico do TCU e Analista de Controle Externo do TCE-CE. Um grande know-how na legislação do controle externo!

Cronograma do Curso
Vocês não podem perder tempo! E estamos aqui para isso, para direcionar suas atenções para o que de fato cairá em prova!
Dito isso e, sem mais delongas, o nosso cronograma de disponibilização das aulas é o que se apresenta:

Para acessar a AULA 0, clique aqui

Aula
Tema
Data
0
Lei Orgânica do Município
Código Tributário Municipal
Taxas
Impostos do CTM
Disponível
1
Lei Orgânica do Município de Cuiabá
13/02/16
2
ISSQN e LC nº 116/03
15/02/16
3
ISSQN – Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza
23/02/16
4
IPTU
29/02/16
5
ITBI
07/03/16
6
TAXAS
14/03/16
7
SIMULADO BIQ
14/03/16

Para saber mais sobre os professores, clique aqui

CURSO DE AUDITORIA PARA CONCURSOS

O professor Tonyvan Oliveira, com larga experiência em concursos públicos da Área Fiscal, preparou um material didático inovador para a disciplina Auditoria, completamente direcionado para os concursos fiscais, de tribunais de contas e controladorias.

A teoria apresentada mostra os principais dispositivos das normas de Auditoria das Demonstrações Contábeis, e ainda aquelas relativas às de Auditoria Governamental. Tudo esquematizado por meio de mapas mentais, acompanhados da resolução detalhada de mais de 300 questões atualizadas de bancas variadas. Certamente, o seu aprendizado será otimizado e potencializado com essa metodologia.

Esse curso é para aqueles que realmente estão comprometidos com o seu objetivo. Você tem a oportunidade de romper todos os desafios na hora da prova e alcançar resultados mais positivos e a sua tão sonhada aprovação

Dito isso e, sem mais delongas, acesse imediatamente a Aula Demonstrativa – Aula 00 e bons estudos!!

Para acessar a AULA 0, clique aqui

Para saber mais sobre os professores, clique aqui

sábado, 30 de janeiro de 2016

CONCURSO ISS CUIABA - EDITAL 2016

SAIU O EDITAL DO CONCURSO DO ISS CUIABA 2016

Após a aprovação de apenas 3 candidatos dentre os 4.563 inscritos no último concurso do ISS - Cuiabá, a Prefeitura lança novo edital para o cargo de Auditor Fiscal Tributário da Receita Municipal.

A organização do concurso caberá novamente a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e o mínimo por matéria será mantido, diminuindo apenas o mínimo geral, de 60% para 50%. 

Isto foi feito, pois boa parte dos concurseiros reprovados esbarraram principalmente nas matérias de Direito Empresarial e Matemática Financeira, além de outras "menos usuais" na área fiscal, afinal quando se cobra mínimo por matéria a aprovação sempre se torna mais complicada, pois não é permitido falhar em nada. 

Um aspecto positivo desse tipo de cobrança é que a nota de corte tende a diminuir, bastando, por vezes, a obtenção dos mínimos para conseguir a aprovação. 

O nível escolar exigido é superior completo em qualquer área de formação.  

Serão 10 (dez) vagas imediatas e 28 (vinte e oito) vagas para formação de cadastro de reserva.

Remuneração de R$ 12.771,13.

As inscrições para o Concurso Público se encontrarão abertas no período de 01 de fevereiro de 2016 até 28 de fevereiro de 2016.

Aos candidatos que se declararem negros ou índios será reservada a cota de 20% (vinte por cento) das vagas imediatas para o cargo.

Do total de vagas imediatas para o cargo e das vagas que vierem a ser criadas durante o prazo de validade do Concurso Público, ficarão reservados 10% (dez por cento) aos candidatos que se declararem pessoas com deficiência.

A Prova Escrita Objetiva de múltipla escolha será realizada no município de Cuiabá, no estado de Mato Grosso. No dia 27 de março de 2016, das 8h às 12h, haverá a realização da PROVA I; no dia 27 de março de 2016, das 14h às 18h, haverá a realização da PROVA II, segundo o horário oficial de Cuiabá-MT.

As PROVAS I e II serão compostas, cada uma, por 70 (setenta) questões de múltipla escolha, conforme disposto abaixo:

Devido a todos os atrativos citados, o concurso tende a ser muito concorrido, o que torna necessário começar os estudos o quanto antes. Para auxiliá-lo nessa empreitada, oferecemos assessoria personalizada durante todo o período de preparação.

Assim lançamos o Coaching para o concurso ISS Cuiabá, segue abaixo o link para saber mais:







terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Coaching e comportamento para o sucesso

Um sonho em comum entre muitos brasileiros é passar em um concurso público.

A estabilidade profissional e financeira é o motivo apontado pelos candidatos em geral como o mais atrativo.

Para simplificar o processo de aprovação temos a disposição o serviço de coaching, este método pode mudar o comportamento das pessoas. 

Deste modo, o Coach tem a função de provocar o aluno, para gerar mudanças de pensamentos e comportamentos. Sabemos que o comportamento é a base de tudo e as mudanças começam a surgir quando as atitudes também mudam.

As palavras “comportamento”, “atitude”, “foco” e “mudança” são ferramentas muito importantes e tem como objetivo auxiliar a pessoa para ser aprovada em um certame.

Seguem algumas recomendações: 
- A pessoa que deseja passar em um concurso não pode sair todo final de semana, não pode dormir tarde, e precisa se abster de uma série de coisas. Sem foco e determinação, não se consegue nada na vida. 
- Quem quer ser aprovado deve sacrificar-se e ter uma vida de concurseiro: estudar muito e diariamente, incluindo os finais de semana, trocar a balada pelos livros, entre outras atitudes. A adaptação é fundamental. 
- Uma técnica pouco usada pelos concurseiros e muito recomendada pelo coach é traçar metas e objetivos, isto é, pensar e planejar o futuro.

Estas são algumas dicas, para saber mais sobre o assunto, acesse nosso livro gratuito em nosso site.