domingo, 30 de março de 2014

OS 10 MANDAMENTOS DO CONCURSEIRO

Olá guerreiros e guerreiras, 

Firme e forte na missão?! 

No artigo de hoje vou dar algumas dicas sucintas de papiro, para você não perder tempo. 

É importante que você leia isto antes de sair estudando feito um maluco, estude com inteligência e adote uma estratégia para ganhar esta guerra.

Vamos às dicas: 

1) Identificando os pontos fortes e fracos. Lembre-se de coisas que o impede de estudar com eficiência e as enumere. Após enumerá-las, trate de mudar determinados hábitos relacionados a essas fraquezas sempre que estudar, e então perceberá, pouco a pouco, que é capaz de obter sucesso por seus próprios hábitos. 

2) Tempo de estudo. Comece com uma meta alcançável e aos poucos aumente o tempo de estudo diário, organizando as matérias do edital, separando o as bibliografias adequadas e deixando tudo organizado. Aí é só mandar bala no tempo que reservou para o estudo! Saiba imprimir um bom ritmo de estudo, pois como orienta Blaise Pascal: “Quando lemos demasiado depressa ou demasiado devagar, não entendemos nada.” 

3) Fazendo um horário de estudo. Apesar de realizarmos um grande auxílio em nosso trabalho de Coaching, você é a única pessoa capaz de executar seu horário e grade de estudos, infelizmente, nós não podemos abrir sua cabeça e jogar as matérias lá dentro. Cuide de destinar mais tempo às matérias que possui mais dificuldades; diversifique as matérias de estudo; cumpra suas metas diárias de estudo. Sempre reveja o seu quadro horário. 

4) Motivação. Se estiver nesse projeto é porque sabe o que quer, sendo que jamais deve dizer frases como não gosto de estudar; as coisas não dão certo pra mim; as chances são poucas. Pense sempre positivo. Se tiver um propósito definido, perceberá que os hábitos e habilidades necessárias a um estudo eficiente não demoram a aparecer. Pense na sua futura remuneração, na estabilidade financeira, na qualidade de vida, no carro novo, entre outras infinitas coisas que conseguirá com sua aprovação. 

5) Persistência. Defina o tempo de estudo e se tiver problemas com concentração, comece por tornar curtos estes períodos, programando descanso em intervalos previstos e quando estiver estudando, não faça nada que não seja estudar, sendo muito válido escolher um bom lugar, buscando sentar-se reto em uma mesa ou escrivaninha e jamais deitado ou sentado na cama. O local também deve ser bem iluminado, e, finalmente, certifique-se de que todo material está a seu alcance. “A vitória cabe ao que mais persevera.” Napoleão Bonaparte. 

6) Enfrente as pressões. A pressão para a aprovação é grande, sabemos disso. Tal pressão às vezes vem dos pais ou dos amigos. A maioria dessas pessoas tem boa intenção, mas geralmente não conseguem ajudar muito a resolvê-lo e alguns até parecem fazer para aumentar essas dificuldades. Reconheça e respeite os sentimentos deles, sem sacrificar seu direito de viver de acordo com seus próprios padrões. Ainda que não resolva o problema, uma boa conversa antes de iniciar os estudos pode minimizar bastante os conflitos e ajudar em mais essa empreitada. Mantenha o espírito tranquilo e enfrente a pressão. Os obstáculos existirão, mas pensem nas palavras de Henry Ford: “Obstáculos são aquelas coisas assustadoras que você vê quando desvia seus olhos de sua meta”. 

7) Tempo de recreação. Após determinado tempo de estudo semanal, a produtividade certamente cairá, e isso é muito justo. Reserve em sua programação um tempo para exercícios físicos, seja uma caminhada, uma partida de futebol, musculação, isso vai trazer um melhor trabalho intelectual, e posso garantir, em curto prazo de tempo. Mas seja sensato, não alongue muito a recreação para não perder o foco de sua provação. 

8) Aprendendo com as provas. Faça simulados de provas anteriores até a exaustão, verificando o resultado com a finalidade de corrigir seus métodos de preparação para os exames. 

9) Estudar a “jurisprudência” da banca . Você deve saber a particularidade de cada banca de concurso, e a forma que ela cobra o assunto, não adianta bate de frente com a banca, se adapte a ela e saiba o que ela interpreta como correta nas questões polêmicas. 

10) Escolha da bibliografia adequada. Este é o momento de verificar quais as melhores bibliografias e os melhores professores que estão bombando na praça. Aqui o aluno deve atentar para a qualidade do material. Com a febre dos concursos, temos que redobrar os cuidados. Os materiais se multiplicam e muita cautela com as promoções das bancas de revistas. Aquelas apostilas que cobrem 20 matérias em 100 páginas são coisas do passado, ok?! 

Finalmente vamos pensar em Deus, independente de sua religião, e pedir ao Senhor dos Exércitos que nos dê a Coragem, a Força e a Fé necessária para vencermos esta empreitada. 

Qualquer dúvida, estaremos juntos com vocês nesta jornada. 

Aos amigos concurseiros, está lançado o desafio! 

Grande abraço.