quarta-feira, 29 de julho de 2015

CRISE ECONÔMICA E OS CONCURSOS

Com a crise econômica que o Brasil e os estados estão passando, muitos concurseiros se perguntam se devem continuar estudando para concursos da área fiscal.
Alunos me indagam se podem começar a estudar sem perspectiva de concurso no seu estado. Costumo responder o seguinte: você não deve começar a estudar porque já deveria estar estudando.
Em momentos de crise, quando muitos se desestimulam a continuar estudando, vislumbramos que é a melhor época para não só continuar mas também para dar um upgrade nos estudos.
Pois os servidores continuam se aposentando, morrendo, pedindo exonerações, isto é, a vida continua para os servidores na ativa. Logo, se cria uma demanda tremenda por cargos diante do adiamento dos concursos, e quando saem os concursos, cria-se um efeito cascata, ou seja, sai um concurso atrás do outro, e com mais vagas do que anteriormente previsto.
Muitas vezes, em minha vida de concurseiro, desanimei em continuar estudando devido à falta de perspectiva de edital na praça. Nessas ocasiões respirava fundo, pensava em como devia ser bom ter estabilidade de um cargo público, na excelente remuneração que a carreira fiscal proporciona, e logo me motivava novamente para continuar na luta pela tão sonhada vaga.
Para que esse sonho torne-se realidade, precisamos ter determinação, paciência e uma dose extra de esforço.
Lembrem-se, ninguém passa em concurso por sorte. Concursos sempre virão e devemos estar preparados para eles.
Um grande abraço.
 Prof. Eduardo Ferreira
 “O covarde nunca tenta, o fracassado nunca termina e o vencedor nunca desiste”.